ISSN 1646-740X
[versão online]

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

 

Escopo e política

A Revista Medievalista surgiu em 2005 como publicação electrónica do Instituto de Estudos Medievais, procurando responder à inexistência de edições periódicas portuguesas de carácter científico, sobre a Idade Média.

Publica originais, sem remunerar ou cobrar, sob a forma de artigos, comunicações em congressos, cartas ao Director, recensões, apresentações de teses de Mestrado ou Doutoramento recém-defendidas e estados de arte sobre estudos medievais. São aceites textos de qualquer área disciplinar, de larga abrangência, desde que incidam sobre temática medieval.

Todos os artigos e restantes contribuições aceites para publicação serão disponibilizados gratuitamente em formato html e pdf.

 

Forma e preparação de manuscritos

  • Submissão de artigos e copyright

Os artigos devem ser submetidos no Website https://medievalista.iem.fcsh.unl.pt/. Os textos propostos serão alvo de uma leitura prévia por parte dos Editores da revista de forma a determinar a área de especialidade e respectivos árbitros. Neste processo, a Medievalista reserva-se o direito de excluir textos que considere não se enquadrarem nos seus objectivos. Ultrapassada esta fase, os artigos são entregues a revisores da especialidade, para arbitragem científica anónima.

Todas as restantes contribuições são revistas pelos Editores e pelo Conselho Editorial de forma a garantir o cumprimento dos critérios de edição e publicação. A Revista Medievalista reserva-se o direito de publicar ocasionalmente textos que considere de elevado interesse para os Estudos Medievais, sem os submeter ao processo de arbitragem científica.

É do interesse e responsabilidade dos Editores informar os autores acerca das condições de publicação com a maior brevidade possível. Contudo, e devido ao sistema de arbitragem, a notificação de aceitação, aceitação condicionada, proposta de alteração, entre outras, pode demorar até 12 meses.

Ao submeter um artigo à Medievalista, os autores comprometem-se a que seja um trabalho original, não publicado (quaisquer outras circunstâncias devem ser devidamente assinaladas), prescindindo de o propor a outros locais de publicação até à conclusão do processo de arbitragem e comunicação da decisão daí decorrente. Os autores aceitam ainda ceder à Revista os direitos de publicação, reprodução e difusão do texto submetido no endereço electrónico da Medievalista e em plataformas e ou directórios de acesso livre.

É da inteira responsabilidade dos autores a obtenção de permissão para reproduzir imagens ou outro material com direitos.

A publicação implica a aceitação integral das normas aqui apresentadas.

  • Processo de arbitragem

O sistema de arbitragem adoptado pela revista Medievalista é duplo e anónimo.

A selecção dos árbitros tem lugar em reunião de Editores, tendo-se em consideração a área de especialização e o idioma do texto. Recorrer-se-á aos membros do Conselho Editorial sempre que relevante ou viável.

Havendo disponibilidade para a arbitragem por parte dos árbitros seleccionados, é-lhes enviado o artigo (sem informações sobre o seu autor) bem como uma ficha de avaliação / parecer a devolver num prazo máximo de três meses.

Se os dois pareceres recebidos forem favoráveis à publicação, sem propostas de alteração, o autor receberá as respectivas fichas de avaliação (sem os dados relativos à identidade dos árbitros) e informações sobre a data prevista de publicação do texto na Medievalista.

Havendo propostas de alteração, correcções ou outras, o autor receberá as respectivas fichas de avaliação (sem informações sobre a identidade dos árbitros) e a solicitação de alteração do texto dentro de um prazo específico. Uma vez recebida a nova versão do artigo, cabe aos Editores confrontá-lo com as alterações propostas pelos árbitros e validar a publicação. A natureza das alterações pode exigir nova submissão à arbitragem para validar as suas condições de publicação. O autor é sempre informado da resposta final.

Em caso de empate, isto é, quando apenas um dos pareceres é favorável à publicação, cabe aos Editores decidir da sua publicação ou solicitar novo parecer a um terceiro árbitro. O autor é sempre informado da resposta final.

Se os dois pareceres desaconselharem a publicação, o autor é informado da recusa, sendo-lhe enviadas as respectivas fichas de avaliação (sem informações sobre a identidade dos árbitros).

Caso os pareceres estejam redigidos em linguagem que envolva melindre para o autor, os Editores reservam-se o direito, ou de solicitar ao árbitro a reformulação do parecer, ou de compilar a informação que considerarem pertinente e pedagógico transmitir. O autor é sempre informado da resposta final.

  •  Redacção dos textos

Todas as contribuições devem ser submetidas em formato digital em Cambria, tamanho 12, espaçamento 1,5. Os artigos devem ser enquadrados no modelo para submissão de artigos   (https://medievalista.iem.fcsh.unl.pt/index.php/medievalista/about/submissions) . Não serão aceites artigos fora do modelo, que deve ser rigorosamente seguido. O incumprimento das normas pode impedir a sua publicação.

Os textos poderão ser escritos em português, inglês, francês, alemão, italiano e espanhol, os quais, completos, não deverão exceder as 10.000-15.000 palavras, excluindo a bibliografia e imagens.

Em todos os artigos deverá constar a data de elaboração do texto e a devida identificação do autor ou autores, enquadramento institucional e  e-mail  para envio de correspondência. Os artigos devem ainda incluir um resumo em inglês,  abstract , com o máximo de 200 palavras e uma lista de 5 palavras-chave, em português e em inglês.

As imagens que acompanham o artigo devem ser inseridas no parágrafo seguinte à sua menção no texto [indicadas com: (fig. x)], e devem ter formato  jpg ., RGB e 1000  pixels  de largura, altura. Não se aceitam mais de 10 imagens por artigo.

As citações no corpo do artigo que excedam as 5 linhas, comentários ao texto e referências bibliográficas deverão ser remetidos para notas de rodapé, apresentadas com numeração arábica e ao longo do texto.

A menção a fontes manuscritas e impressas e as indicações bibliográficas completas devem ser colocadas no final do artigo, seguindo a norma portuguesa convencionada, de acordo com o exemplificado no modelo para submissão de artigos (https://medievalista.iem.fcsh.unl.pt/index.php/medievalista/about/submissions).

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo Editorial] [Assinaturas]


© 2020 Instituto de Estudos Medievais (FCSH-NOVA)

Campus de Campolide - Universidade Nova de Lisboa

Colégio Almada Negreiros, Sala 320 

1099-032 Lisboa, Portugal

 

E-mail: medievalista@fcsh.unl.pt